Um mês de quimioterapia…

…Passa rápido.

Como passa rápido. No dia 07 de abril iniciava o primeiro ciclo da quimioterapia. Agora já estou no meio do segundo ciclo, cujas aplicações aconteceram na semana passada.  Tive mais efeitos colaterais desta vez, provavelmente pela intensidade dos remédios: a aplicação foi feita em 3 dias, em vez de cinco, por causa do feriado de 1o de maio.

Comecei a escrever sobre efeitos colaterais, o que senti, mas será que isso realmente ajuda a mim e outras pessoas? Estou aqui na dúvida. Não, não vou esmiuçar estes detalhes, afinal cada caso é um caso. Talvez volte aos detalhes depois. Ouvi de toda a equipe médica do Madre Teresa que as minhas reações tem sido muito leves, comparado a outros pacientes “equivalentes”.  E algumas dessas reações tem sido até inéditas:

– Uma crise de soluços de 3h nos primeiros dias do 1o ciclo;
– Durante a baixa de imunidade, no final do 1o ciclo, fui medicado com o Granulokine, que força a produção de células de defesa. Segundo meu médico, é raro ter as reações que tive: muita febre e muitas dores no corpo. Parecia que tinha tomado uma surra. Agora estou tomando novamente o Granulokine, de forma a prevenir a queda dos indicadores de imunidade, e após 2 de 5 doses, não tive nenhum efeito mais sério.

A equipe que vem me atendendo no Hospital Madre Teresa tem sido muito, muito boa. Mais do que a capacidade técnica, as dicas sempre vem com bom humor. Os dias de aplicação da quimioterapia sempre passam mais rápido por conta deles. Pegam no meu pé e de Poliana, e não tem como não ficar mais alegre mesmo nos dias em que estamos um pouco mais desanimados.

Depois falo mais da equipe, mas sempre é bom agradecer à Sílvia (Enfermeira Coordenadora); Lucianas, Vanderlúcia e Tiago (Enfermeiros); Adélia (farmacêutica que prepara minha quimio); Janise (Nutricionista); Ana (Psicóloga); e o Dr. Luiz Flávio (oncologista). É um entra e sai no quarto, sempre com motivação pra gente seguir em frente.
Ao final do primeiro ciclo fiz os exames de sangue dos indicadores Beta-HCG e Alfa-fetoproteína. Após uma alta nas semanas seguintes da cirugia, eles estabilizaram e começou uma leve queda. Espero que nas próximas semanas a queda siga seu curso.

Os cabelos começaram a cair, com uns 15 dias de tratamento. Raspei a cabeça, não sem antes fazer umas fotos bestas:

Mas de onde veio essa cabeleira? Poliana cortou quase 30cm de suas madeixas e vai doar para campanha  “Doe seu Rabinho”, do Instituto Mario Penna.

Bom, nesse meio tempo meu Galão sucumbiu na Libertadores, mas fazer o quê? Fase ruim vem e vai logo. Estou no 10º dia do segundo ciclo, e logo logo chego na metade do tratamento. Dia 19 inicia o terceiro ciclo e a contagem regressiva pra acabar com essa pendenga.

Inté +

Advertisements

Um pensamento sobre “Um mês de quimioterapia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s